Política de Cookies
Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo Banco Português de Fomento.Saiba mais
Compreendi

BPF divulga balanço de atividade do 1º semestre de 2021

Notícia
Banco Português de Fomento

O Banco Português de Fomento (BPF) apoiou, no primeiro semestre de 2021, cerca de 10.500 empresas portuguesas que asseguram mais de 66 mil postos de trabalho, por via de 1.682 milhões de euros de financiamento garantido, do coinvestimento de 44,5 milhões de euros em empresas através de instrumentos de capitalização e do financiamento de 8,7 milhões de euros aprovado em instrumentos de dívida.

Através de linhas com garantia pública, o BPF mobilizou 1.331 milhões de euros em garantias emitidas. Os efeitos multiplicadores deste produto demonstram que a afetação de fundos públicos possibilitou, neste primeiro semestre, garantir um financiamento de 1.682 milhões de euros a mais de 10.000 empresas portuguesas, que asseguram emprego a cerca de 66 mil trabalhadores.

Com seis linhas específicas com garantia lançadas este ano (Linhas de Apoio à Economia COVID-19, direcionadas a sectores de atividade fortemente impactados pela pandemia) numa dotação global de 1.560 milhões de euros, o BPF tem atualmente 32 produtos em vigor neste segmento, aos quais corresponde uma dotação global superior a 5,6 mil milhões de euros.

No que diz respeito aos instrumentos de capital, o BPF terminou a primeira metade do ano 2021 com 13 produtos ativos nesta área, tendo investido em 46 empresas, assegurando a criação de mais 535 novos postos de trabalho. Ao longo do semestre, foram aprovadas 60 operações de capitalização em empresas, que correspondem a um investimento total de 44,5 milhões de euros, dos quais o BPF alocou 16,2 milhões euros. De salientar que neste período foram registadas operações de desinvestimento em 44 empresas, num montante total de 31,1 milhões de euros.

Já na tipologia de instrumentos de dívida ou financiamento, o Banco Português de Fomento apoiou 11 empresas, através de 11 operações de financiamento que, na sua totalidade, ascenderam a 8,7 milhões de euros de financiamento aprovado contribuindo para a criação e manutenção de pelo menos 221 postos de trabalho. Só no primeiro trimestre de 2021, estima-se que a atividade neste segmento tenha tido um impacto potencial de 17,3 milhões de euros na economia portuguesa.

O BPF tem em operacionalização, à data de hoje, 46 produtos sob gestão com uma dotação global superior a 6,7 mil milhões de euros.

Beatriz Freitas, presidente da Comissão Executiva do BPF, afirma que "ao longo dos primeiros seis meses de 2021, o Banco Português de Fomento manteve o foco no desenvolvimento e na disponibilização de novos instrumentos de financiamento à economia, no âmbito das medidas alívio do impacto da pandemia COVID-19, mas também no desenvolvimento de novas soluções que irão canalizar os fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para as empresas nacionais no decorrer dos próximos anos”.

A capacidade de gerar um elevado grau de alavancagem na economia, através dos seus instrumentos de garantia, dívida e de capital, é uma das grandes valias do BPF no âmbito da política pública.

Os números da atividade referente ao primeiro semestre de 2021 refletem a enorme relevância que a instituição assume na promoção e no desenvolvimento económico de Portugal, apoiando o acesso ao financiamento e à capitalização para fomento do investimento, do empreendedorismo, da inovação, da internacionalização e da competitividade, assegurando a manutenção de emprego e promoção da sustentabilidade.