Política de Cookies
Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo Banco Português de Fomento.Saiba mais
Compreendi

Apresentação do primeiro investimento do Portugal Blue

Notícia . 2021-10-21
Apresentação do primeiro investimento do Portugal Blue
O primeiro investimento do Portugal Blue, no fundo Faber Blue Pioneers foi anunciado ontem, dia 20 de outubro, num evento realizado em Lisboa, na presença do Ministro de Estado da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, do Ministro do Mar de Portugal, Ricardo Serrão Santos, do Comissário Europeu para o Ambiente, Oceanos e Pescas, Virginijus Sinkevicius, do Vice-Presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI), Ricardo Mourinho Félix, do CEO do Fundo Europeu de Investimento (FEI), Alain Godard, da CEO do Banco Português de Fomento, Beatriz Freitas e dos representantes dos três principais investidores privados, Sociedade Francisco Manuel dos Santos, Fundação Calouste GulbenkianFundação Champalimaud.

Lançado em outubro de 2020, o Portugal Blue resulta de uma parceria entre o Fundo Europeu de Investimento (FEI) – o braço de capital de risco do Grupo Banco Europeu de Investimento (BEI) -, o Governo Português, através do Fundo Azul, e o Banco Português de Fomento (BPF), enquanto entidade gestora.

Criado para atrair capital privado de investidores públicos e institucionais para economia azul local, através de fundos de capital de risco e fundos de private equity geridos por equipas portuguesas, o Portugal Blue está focado em investimentos na economia azul com impacto climático e metas de desenvolvimento sustentável.

O Fundo Faber Blue Pioneers I é o primeiro investimento do Portugal Blue, e o primeiro fundo de "deep tech” para economia azul e ação climática na Península Ibérica. Será gerido pela Faber Capital SCR e irá investir nas fases iniciais, desde o pré-seed até à série A, de startups globais de alto potencial, principalmente com origem em Portugal e no Sul da Europa, com o objetivo de impacto positivo na sustentabilidade dos oceanos e ação climática.

O fundo visa um montante total de 30 milhões de euros, incluindo financiamento do Portugal Blue, bem como compromissos privados de investidores institucionais com impacto estratégico, como a Sociedade Francisco Manuel dos Santos (através do seu braço de investimento Movendo Capital), a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Champalimaud. O fundo Faber Blue Pioneers tem a ambição de investir num portfólio de 20-25 empresas em fase inicial, desenvolvendo soluções inovadoras de alta tecnologia com ambição global, em áreas como a biotecnologia azul, alimentos e rações do oceano, saúde oceânica, inteligência oceânica ou a descarbonização de múltiplas indústrias.

No discurso de abertura do evento, Beatriz Freitas destacou a importância do setor do mar a nível nacional e frisou o papel do Portugal Blue na promoção do investimento na economia azul e nos seus agentes, no empreendedorismo, na inovação, na conservação dos oceanos e na sua sustentabilidade.

Pedro Siza Vieira evidenciou que "o Portugal Blue é um programa que tem em consideração a posição geográfica do país e o seu significativo espaço marítimo. Visa estimular o investimento privado e atrair a inovação para atividades ligadas ao mar”. 

Ricardo Serrão Santos afirmou que "esta parceria terá um papel fundamental na dinamização de alguns dos mais promissores setores e projetos da Economia Azul em Portugal”.

Saiba mais sobre o Portugal Blue e os instrumentos de capital geridos pelo BPF, e que resultam da parceria estabelecida com o Grupo BEI.